Together We Protect – Zoomarine

O doce sorriso das prazenteiras rotinas

Há gestos que dá gosto repetir quase “ad nauseam”. E dizer adeus pode, por vezes, ser um desses gestos. Especialmente, quando o adeus implica uma saudável conquista e um feliz regresso a onde não se deveria ter saído. E é exactamente o que acontecerá no dia 10 de Abril, quando 8 cágados endémicos, da espécie Mauremys leprosa (cágado-mediterrânico) forem devolvidos ao meio selvagem, depois de vários meses em reabilitação no Porto d’Abrigo do Zoomarine – Centro de Reabilitação de Espécies Aquáticas.

Após vários meses (17, no caso mais prolongado…) em reabilitação, eis que chega o momento de Iceberg, Jubileu, Junho, Janus, Jazz, Juma, Keiki e Kahu voltarem ao habitat selvagem, onde, se tudo correr bem, rapidamente reiniciarão uma vida independente, ajustada aos ritmos da natureza e propiciadora dos acasalamentos típicos desta espécie.

Para trás ficam problemas quase tão variados quanto os seus nomes. Se há cágados reabilitados por questões comportamentais (por terem sido, ilegalmente, removidos do selvagem, quando eram crias), outros há que receberam apoio clínico devido a problemas relacionados com podridão das caparaças (shell rot), fracturas (causadas por carros, cães, ou outros) e até mesmo obstipação e/ou impactação fecal…

Mas terminadas estas odisseias individuais, eis que chega o momento de celebrar a chegada da Primavera e permitir que uma espécie protegida volte a ter uma ajuda para lidar contra as ameaças naturais e antrópicas. O Porto d’Abrigo do Zoomarine fica um pouco mais vazio (com dois cágados e uma tartaruga marinha…), mas os nossos sorrisos ficam bem maiores.

E porque as despedidas são sempre mais fáceis na presença de amigos, estão convidados a nos acompanhar, a partir das 14 horas desta quarta-feira, em mais uma prazenteira e bem feliz rotina do nosso Porto d’Abrigo – porque decerto ficarão tão orgulhosos quanto nós…

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments