Together We Protect – Zoomarine

O triplo abraço entre Ciência, Conservação, Educação para a Sustentabilidade, sempre em prol do Bem-estar animal

Há pouco mais de 30 anos, um grupo preocupado com a possível extinção de um número crescente de espécies decidiu organizar-se de modo a criar um instrumento europeu para a sua proteção. Foi assim que nasceu o EEP – European Endangered Species Programme, que permitiu otimizar a reprodução de vários indivíduos, de uma forma ética, científica e geneticamente responsável. Pouco tempo depois, no seguimento desse esforço concertado de várias entidades europeias, de profissionais zoológicos e cientistas, emergia a EAZA, a Associação Europeia de Zoos e Aquários. Este mês, precisamente 30 anos depois do nascimento da EAZA, quase um milhar de especialistas de quase todo o mundo virão ao Algarve, para, como o apoio e coordenação do Zoomarine, se congregarem no seu 30º congresso anual.

Os trabalhos decorrerão no NAU Salgados Palace Hotel (centro de congressos), entre 27 de setembro e 1 de outubro, e deverão contar com 925 participantes — especialistas internacionais de 70 – 80 países, de mais de 400 entidades, distribuídos por áreas gão distintas e complementares como Reabilitação, Reprodução e Genética, Medicina Veterinária, Conservação da Natureza, Ciências Naturais, Educação Ambiental, gestão zoológica, legislação, entidades reguladoras, et cetera.

Entretanto, no dia 29 de setembro, dia da visita oficial ao Zoomarine (o anfitrião), os congressistas terão oportunidade de visitar os bastidores do parque, conhecer os especialistas nacionais, estudar os projetos de conservação, ciência e educação e, claro, vislumbrar muitos dos espécimes que estão envolvidos nos especiais programas de reprodução da EAZA – os EEP e os ESB.

De modo a celebrar tão honrosa presença, e o facto de ser a primeira vez que o congresso anual da EAZA tem lugar em Portugal, também no dia 29 de setembro os congressistas participarão numa ação de devolução de uma ave reabilitada, numa ação conjunta entre o Zoomarine e o RIAS (Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens, de Olhão), a entidade que foi eleita como a destinatária do valor recolhido durante o Leilão Silencioso (Silent Auction) que terá lugar nessa mesma noite.

Finalmente, nesse mesmo dia, os congressistas terão a honra de assistir à plantação de um raro Carvalho-de-Monchique, uma espécie de árvore criticamente ameaçada de extinção em Portugal (estima-se que existam menos de 300 exemplares), dando assim início formal ao Jardim Botânico do Zoomarine — um passo acrescido e sustentado na missão de Conservação da Natureza do parque oceanográfico de entretenimento educativo fundado em 1991.

Nestes tempos de crescente urgência nas temáticas das alterações climáticas, da 6ª extinção em massa de espécies, e de tantas incertezas geopolíticas internacionais, é reconfortante saber que tantas entidades e tantos especialistas continuam unidos e tão fortemente empenhados numa missão que, cada vez mais, nos impele e incentiva a unir esforços, conhecimentos e corações…

… porque as espécies assim o precisam, porque o Planeta assim o exige — e porque só assim faz sentido para aqueles que dedicam a sua vida ao Mundo Natural e às Ciências, uma vez que, definitivamente, JUNTOS PROTEGEMOS — “Together We Protect”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *