Together We Protect – Zoomarine

Mais uma história com Final Feliz

A ilha Tortuga, no Caribe, é parte integrante do Haiti, e é uma das belas ilhas ao redor da Hispaniola. Embora muito pequena, a sua rica história é marcada por pirataria, escravatura, recorrentes conflitos entre nações ocupantes e, mais recentemente, por turismo. No entanto, deve o seu nome à forma que tem, quando vista de Hispaniola: assemelha-se a uma imensa tartaruga a flutuar nos mares quentes das caraíbas. E por isso mesmo se tornou o nome do quelónio que, a 2 de março de 2022, deu entrada no Porto d’Abrigo, para reabilitação.

Aquando da sua chegada ao primeiro centro, em Portugal, dedicado à reabilitação de espécies marinhas, esta pequena tartaruga-comum (Caretta caretta) pesava apenas 3,7 quilogramas e tinha 28,1 centímetros de comprimento; era, tal como a ilha que lhe deu o nome, pequena em tamanho, mas um gigante no papel que desempenha para a conservação da sua espécie [Em Perigo].

Umas horas antes da sua chegada, a “Tortuga” havia sido recolhida ao largo de Albufeira, após ter sido encontrada presa (e parcialmente submersa) em redes de pesca. O armador, sabendo os riscos por ferimentos e por pneumonia por aspiração, procedeu ao seu resgate e transportou-a de imediato para terra, para observação e reabilitação pelos técnicos especializados do Zoomarine.

Aquando do seu internamento, a Tortuga, além de pequena, revelou estar fortemente parasitada, anémica, e com consideráveis alterações eletrolíticas. A sua reabilitação, no entanto, foi rápida — e, dois meses depois, este juvenil de sexo ainda indeterminado, está pronto para regressar ao meio selvagem, para mais uma oportunidade de vida independente.

A sua devolução terá lugar a 19 de maio, ao largo de Faro, a bordo do NRP Sagitário. A data e o local escolhidos são profundamente simbólicos: visam integrar o vasto programa da Marinha Portuguesa para as tradicionais celebrações do Dia da Marinha e do Dia Europeu do Mar (20 de maio), que este ano se irão centrar na cidade de Faro, até 22 de maio. Sendo a Autoridade Marítima Nacional e o Zoomarine parceiros de longuíssima data nestas ações de Conservação da Natureza, esta ação, que contará com a presença a bordo de Sua Excelência, o Almirante Gouveia e Melo, Chefe de Estado-Maior da Armada, estará carregada de muitos cuidados e de fortes emoções, incluindo o doce sabor de… “missão cumprida”.

Longa vida à Tortuga e à sua espécie! E um muito sincero ‘bem-haja’ a todos os profissionais afetos à Marinha Portuguesa e ao Zoomarine que, há mais de 25 anos, unem esforços e emoções em prol da contínua defesa do nosso belíssimo e frágil património marinho.

Galeria de imagens:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.