Together We Protect – Zoomarine

Adeus ao ODIN

O dia de ontem foi intenso mas também muito triste para as equipas associadas ao Porto d’Abrigo e para todos os membros da família Zoomarine – o “nosso” Odin não resistiu aos ferimentos e ao cansaço, não venceu os problemas e a doença que o levaram a arrojar no passado dia 31 de Julho. Ontem, o corpo do Odin não foi tão forte como os males que lhe marcavam a pele e como a nossa equipa tinha esperança que fosse. Ontem, o Porto d’Abrigo ficou um pouco mais vazio e consideravelmente mais triste.

Mas a nossa equipa sabe que a tarefa de tentar salvar, reabilitar e devolver ao meio selvagem os animais que dão à costa é, por vezes, dura, prolongada, triste e injusta. Injusta, porque, por vezes, por mais que se lute e se sonhe, por mais que se trabalhe e se investigue, não se consegue salvar todas as vidas que, tão recorrentemente, nos chegam profundamente débeis e cansadas, feridas e doentes, prestes a desistir.

Tal como o deus que lhe o emprestou o nome, também a experiência deste Odin ajuda o conhecimento da comunidade internacional de reabilitadores de animais selvagens – porque embora o Odin não tenha resistido, o conhecimento sobre esta espécie aumentou um pouco mais; e graças a tal, no futuro será mais fácil tentar ajudar as outras tartarugas-de-couro que derem à costa. E é isso mesmo que hoje a equipa do Zoomarine continuará a fazer – porque mesmo com dias tristes, nós sabemos que a nossa luta é (e continuará a ser…) por finais felizes. E esses, no que depender da nossa motivação e do nosso trabalho, merecem ser os finais mais fortes e mais comuns… porque ajudam a proteger a Natureza e nos ajudam a manter a determinação e a esperança.

Entretanto, obrigado a todos os que nos acompanharam e mantiveram a esperança, os que nos ajudaram e incentivaram, os que nos motivaram e motivam a não desistir!

Conhece mais sobre o Porto d’Abrigo do Zoomarine

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments