Together We Protect – Zoomarine

Cerca de 300 quilos de desafio. Cerca de 1,5 metro de grande beleza marinha

É uma tartaruga-de-couro e os cientistas chamam-lhe Dermochelys coriacea. Detectada ao largo da Meia Praia, em Lagos, enredada em cabos de armação de pesca. Encaminhada para a praia, transferida para uma plataforma, e transportada para o Porto d’Abrigo do Zoomarine (centro de reabilitação de espécimes marinhos), onde, ao final da tarde de ontem, foi medicamente avaliada e iniciou um complexo programa de reabilitação. A partir de agora, serão dias e semanas cheios de desafios.

Sendo um espécime com cerca de 250 a 300 quilogramas, o seu maneio é particularmente difícil. Sendo uma espécie sem escamas dérmicas, os ferimentos na pele são inevitáveis (assim como os riscos de infecção). Sendo um uma tartaruga que ficou presa (Minutos? Horas?…) em cabos, é possível que tenha inalado água e que possa vir a desenvolver uma pneumonia por aspiração.

No entanto, mais fácil ou mais difícil, mais rápido ou mais demorado rápido, o desafio é o mesmo e é bem claro: reabilitar este magnífico macho da maior espécie de tartarugas marinhas e proceder, o mais rapidamente possível, à sua devolução ao meio selvagem.

Entretanto, há que agradecer a muitas pessoas, incluindo membros da Capitania e da Polícia Marítima, nadadores-salvadores, veraneantes e colegas em geral. A ajuda de todos foi muito importante para assegurar um resgate seguro e um transporte rápido [não obstante as horas que implicou]. A todos, muito obrigado pela forma tão abnegada com que prescindiram do Vosso tempo e energia para ajudar neste esforço. Vamos tentar tudo para que não tenha sido em vão.

Galeria de imagens:

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments